se de sentir eu vivo…

se eu soubesse escrever, ou mesmo pintar tudo o que eu sinto, o que eu enxergo e que eu gostaría de falar

eu transcenderia este meu universo interno
mas tenho medo de nunca mais voltar…

fico só na vontade ofegante
que toma meus braços, meus sentidos
e salta pelos meus olhos

às vezes trava na garganta
ou sai em um sorriso
noutras confunde minha visão
vira em calor
energia que tenta escapar sempre do meu corpo

nem me pergunto mais nada
só contemplo

Ferreira de cabeceira, sempre

criatividade por vezes contida, um grito abafado que nem sempre consegue se organizar. E quando que grito deve ser organizado?

para inspirar projetos cientificamente poéticos:

Fui sempre o que mastigou a sua língua e a engoliu. O que apagou as manhãs e, à noite, os anúncios luminosos e, no verso, a música, para que apenas a sua carne, sangrenta pisada suja – a sua pobre carne o impusesse ao orgulho dos homens. Fui aquele que preferiu a piedade ao amor, preferiu o ódio ao amor, o amor ao amor. O que se disse: se não é da carne brilhar, qualquer cintilação sua seria fátua; dela é só o apodrecimento e o cansaço. Oh não ultrajes a tua carne, que é tudo! Que ela, polida, não deixará de ser pobre e efêmera. Oh não ridicularizes a tua carne, a nossa imunda carne! A sua música seria a sua humilhação, pois ela, ao ouvir esse falso cantar, saberia compreender: “sou tão abjeta que nem dessa abjeção sou digna”. Sim, é no disfarçar que nos banalizamos porque ao brilhar, todas as cousas são iguais – aniquiladas.

– Ferreira Gullar

aaiii

menino bonito, menino bonito, aiiiiiiiii

tem que ter malemolencia… humm…

Eu amo a Caareeeen!!!

Um casal de aparentemente uns 40 anos
ele tira fotos dela, ele contempla cada retrato batido
um dia lindo no parque, o chafariz ligado é cenário para a alegria deles

é a vez dele olhar para a câmera
ele abana, manda beijos e grita para o mundo:
“eu amo a Caareeeen!!!”

uma tarde normal pode inspirar qualquer casal de amantes

a beleza está nas coisas simples…

E só pra não perder o costume um grupo de soldados do Colégio Militar passa correndo e olhando para as pessoas, dizendo bem alto : “apenas 16h30 e esse bando de gente aí, essa Porto Alegre tá cheia de desocupados!”

E mais uma vez o sistema opressor quer fuder com a sociedade, mas isso não é nem de longe mais alto que um simples grito de amor.

início de semana, sempre bom para pensar

É bom sempre lembrar:

que fofoca é a pior coisa que existe, ela pode destruir.
quem fala dos outros para você, com certeza fala de você para os outros…
a tua consciência é teu guia.
diga-me com quem andas que te direi quem és.
e chega de profecia! rsrsrs

estar bem consigo mesmo, não há nada no mundo que pague.
que todos possam se importar mais com isso e menos com intrigas.
olhe para o seu umbigo e vá fazer alguma coisa com ele!! 🙂

POSITIVE VIBRATIONS!!!

e no final, as máscaras sempre caem…

os dias a passar

Danço um caetano
coreografo um instante
inspiro uma pulsação

Tomo uma coca-cola,
ele pensa em casamento
tem três anos
e já quer me namorar

Olho o cinza da tinta da janela
que se iguala ao céu dessa estranha primavera
coloco cores nos olhos
só pra acreditar

não vire fumaça
meu pensamento te materializa todo o dia
bem mais que ar quente provoca arrepio na espinha
foi teu olhar oco que ainda não sabe falar