pra mim

Senhora das tempestades e dos mistérios originais
Quando tu chegas a terra treme do lado esquerdo.
Trazes a assombração, as conjunções fatais
E as vozes negras da noite,
Senhora do meu espanto e do meu medo.
Senhora das marés vivas e das praias batidas pelo vento
Senhora do vento norte com teu manto de sal e espuma
Há uma lua do avesso quando chegas
Há um poema escrito em página nenhuma.
Quando caminhas sobre as águas, Senhora dos sete mares.
Conjugação de fogo e luz e, no entanto, eclipse
Trazes a linha magnética da minha vida
Senhora da minha morte, quando tu chegas
Como essa música, Senhora dos cabelos de alga
Onde se escondem as divindades
Trazes o mar, a chuva e as procelas
Batem as sílabas da noite,
Batem os sons, os signos, os sinais
E és tu a voz que dita
Trazes a festa e a despedida
Senhora dos instantes, com tua roda dos ventos
E teu cruzeiro do sul
Senhora dos navegantes com teu astrolábios
E tua errância
Tudo em ti é partida, tudo em tu é distância

Tudo em ti é retorno, Senhora do vento
Com teu cavalo cor de acaso,
Teu chicote e tua ternura
Sobre a tristeza e a agonia.
Galopas no meu sangue com teu cateter chamado Pégaso
Senhora dos teoremas e dos relâmpagos marinhos
Senhora das tempestades e dos líquidos caminhos.
Quando tu chegas dançam as divindades
E tudo é uma alquimia
Tudo em ti é milagre
Senhora da energia…

Manuel Alegre

Anúncios

Salve, Chico

Chico Buarque, como sempre, diz tudo.

Sem Compromisso

Chico Buarque

Composição: Nelson Trigueiro / Geraldo Pereira

Você só dança com ele
E diz que é sem compromisso
É bom acabar com isso
Não sou nenhum pai-joão

Quem trouxe você fui eu
Não faça papel de louca
Prá não haver bate-boca dentro do salão

Quando toca um samba
E eu lhe tiro pra dançar
Você me diz: não, eu agora tenho par

E sai dançando com ele, alegre e feliz
Quando pára o samba
Bate palma e pede bis

Deixe a Menina

Chico Buarque

Composição: Chico Buarque

Não é por estar na sua presença
Meu prezado rapaz
Mas você vai mal
Mas vai mal demais
São dez horas, o samba tá quente
Deixe a morena contente
Deixe a menina sambar em paz

Eu não queria jogar confete
Mas tenho que dizer
Cê tá de lascar
Cê tá de doer
E se vai continuar enrustido
Com essa cara de marido
A moça é capaz de se aborrecer

Por trás de um homem triste há sempre uma mulher feliz
E atrás dessa mulher mil homens, sempre tão gentis
Por isso para o seu bem
Ou tire ela da cabeça ou mereça a moça que você tem

Não sei se é para ficar exultante
Meu querido rapaz
Mas aqui ninguém o agüenta mais
São três horas, o samba tá quente
Deixe a morena contente
Deixe a menina sambar em paz

Não é por estar na sua presença
Meu prezado rapaz
Mas você vai mal
Mas vai mal demais
São seis horas o samba tá quente
Deixe a morena com a gente
Deixe a menina sambar em paz

um girassol da cor do seu cabelo

Hoje acordei com essa música na cabeça… e tá difícil alguma coisa me tocar ultimamente, tirar uma lágrima que seja de mim. Mas essa canção, na surpresa, inesperadamente, tocou algo guardado lá no fundo, que eu nem sabia estar lá. Por não saber, fica mais bonito, é despertar.

Ouvi ela na quarta passada, no 512 espaço cultural, numa noite linda em que os músicos eram mineiros e fizeram um set list todo mineiro, hehe.

Tá aí a canção do Lô Borges, e na versão dele, que é a mais linda de todas…

Um Girassol da Cor de Seu Cabelo

Composição: Márcio Borges e Lô Borges

Vento solar e estrelas do mar
A terra azul da cor do seu vestido
Vento solar e estrelas do mar
Você ainda quer morar comigo

Se eu cantar não chore não
É só poesia
Eu só preciso ter você
Por mais um dia
Ainda gosto de dançar
Bom dia
Como vai você?

Sol, girassol, verde, vento solar
Você ainda quer dançar comigo
Vento solar e estrelas do mar
Um girassol da cor de seu cabelo

Se eu morrer não chore não
É só a lua
É seu vestido cor de maravilha nua
Ainda moro nesta mesma rua
Como vai você?
Você vem?
Ou será que é tarde demais?

O meu pensamento tem a cor de seu vestido
Ou um girassol que tem a cor de seu cabelo?

instantes

os dois sentados
apenas contemplando a natureza quieta
e ele me olha e diz calmamente:
“Mãe, tu é linda.”

Nesses momentos a vida tem todo o sentido…
A cada inesperado mamãe, eu te adoro; mãe, eu te amo
a alegria de apenas estar viva se confirma no meu peito.

Tá brotando!!

Como é bom ter idéias!

Aguardem! Projetinho bacana surgindo!!