(in)despertar

Quantos de nós fazem o que sonham quando estão dormindo?

Estou falando de sonhos mesmo, não um carro, uma casa, uma viagem, ou sei lá o que de mais óbvio que você almeja. Mas sim do sonho, de alguma maneira obscuro, que está lá bem no fundo das nossas cabeças. Dali emergem até a superfície teus desejos mais sórdidos, teus medos, tuas negações, teus prazeres mais deliciosos, porém, muitas vezes, destrutivos se fossem colocados na prática, ao acordar.

Eu tive um sonho assim agora, um sonho engasgado, com situações que me sensibilizaram tanto que acabei acordando frágil e à flor da pele. E para me deixar estar assim só em sonho mesmo, por mais que a sensação seja tão gostosa…

A vida acordada não tem lugar para estes sonhos?
Ás vezes eu queria que tivesse. Simplesmente despertar e sair como personagem no mesmo ambiente no qual acabei de sonhar.

Acontece que sonhos são visualizações de apenas uma cabeça. O que fazer com as outras que não estão acompanhando…?

Anúncios